quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Nova Estação Pirajá será entregue nesta quinta (04/02/2016)


03/02/2016 – Bahia Recôncavo – Salvador/BA

As obras no novo terminal de ônibus em Pirajá já foram concluídas e a estação será entregue à população nesta quinta-feira (4), quando o governador Rui Costa fará uma vistoria final. De acordo com ele, o equipamento já pode ser usado no Carnaval. “Nós teremos um terminal moderno completamente integrado à Estação do MetrĔ.

O sistema do metrô da Estação Pirajá ainda não entrou em operação comercial e o trecho até Bom Juá não está sendo cobrado. Porém, os usuários que seguirem viagem de metrô no sentido Lapa precisam comprar o bilhete, que custa R$ 3,30. Esta é a última estação da Linha 1 do metrô.

A partir desta quarta-feira (3), passam a valer as mudanças dos pontos provisórios para as paradas definitivas. Confira abaixo a tabela com as mudanças dos pontos.

Metrô no Carnaval
A partir de amanhã, todas as estações da Linha 1 do metrô, de Lapa a Pirajá, abrirão das 5h30 à meia-noite. A CCR Metrô Bahia definiu um esquema especial de funcionamento para facilitar o deslocamento dos foliões.

A ampliação do horário prossegue de sexta-feira até terça-feira de Carnaval, das 5h à meia-noite, e na Quarta-Feira de Cinzas, das 5h às 22h.

Quem vai para o circuito Osmar (Campo Grande) poderá desembarcar na Estação Lapa, a 450 m da Av. Sete. Já a Estação Campo da Pólvora facilitará o acesso ao circuito Batatinha (Pelourinho) e ao Campo Grande.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Metrô e VLT serão integrados por túnel entre Igreja da Conceição e Museu de Arte Sacra

  20/01/2016 – Bahia Notícias

A prometida integração entre o veículo leve sobre trilhos (VLT) e o metrô de Salvador será feita por um túnel subterrâneo que liga a cidade baixa à estação da Lapa. Em entrevista ao Bahia Notícias, o chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Bruno Dauster, explicou como a operação será realizada. “Imagine um ponto qualquer na encosta entre a Igreja da Conceição da Praia e o Convento do Museu de Arte Sacra. Pegue um ponto qualquer e siga em linha reta. Você vai passar pelo final da Av. J. J. Seabra, onde tem a Barroquinha, e vai chegar à estação da Lapa”, detalhou Dauster. Em resumo: um túnel subterrâneo seguirá em linha reta ascendente, com inclinação de 2%, passará pelo prédio do Sulacap, onde terá um acesso para a estação da Barroquinha. De lá, o túnel continua seguindo até chegar ao nível abaixo do subsolo da Estação da Lapa. O túnel será ligado às estações por escadas rolantes. Ainda em entrevista, Dauster acrescentou que os corredores flutuantes que ligam a orla atlântica até a orla da baía vão se articular com o VLT do Lobato, com o metrô em Pirajá e em Pituaçu. O VLT em Paripe será articulado à estação do metrô de Águas Claras e do Bairro da Paz. O edital do VLT será lançado em até 120 dias.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Metrô de Salvador transporta 20 mil pessoas por dia

17/01/2016 -  A Tarde

Por Luan Santos

O vigilante Jaílson Barreto, de 32 anos, mora em Cajazeiras e trabalha no Centro de Salvador. Até dezembro, ele pegava um ônibus para a estação Bom Juá do metrô, de onde seguia até a Lapa. Após a cobrança do sistema metroviário, desde o último dia 2, ele faz todo o trajeto  de ônibus.

"Teria que pagar duas passagens, porque as linhas de Cajazeiras ainda não estão integradas. Demora, mas é mais barato", conta ele.

Joa Souza l Ag. A TARDE

Casos como este, aliados a outros fatores apontados pela CCR Metrô Bahia, que administra o sistema, resultaram em queda no número de usuários em cerca de 30% neste mês, até a última quinta-feira, em comparação ao mesmo período de 2014.

Inicialmente, a integração entre os sistemas conta com dez linhas de ônibus urbanos e sete metropolitanos. A tarifa é R$ 3,30, a mesma dos ônibus urbanos.

Entre  2 e 14 deste mês, foram transportadas cerca de 170 mil pessoas, segundo a empresa. A CCR considera este período do ano atípico devido às férias, o que ainda fez cair a média diária de usuários do metrô.

O sistema fechou dezembro de 2014 com 55 mil passageiros por dia, média reduzida para 20 mil neste mês. A CCR pondera que, em dezembro, o fluxo foi mais alto devido às compras natalinas, que atraíram  consumidores ao Centro.

Outubro de 2014, por exemplo, teve média de 45 mil pessoas por dia (18% menor em relação a dezembro). Além disso, em janeiro, o sistema já costuma apresentar volume menor de passageiros. No ano passado, a média diária neste mês foi em torno de 25 mil pessoas.

A redução já era prevista. Em entrevista ao A TARDE, no último dia 2, quando a cobrança começou, o presidente da CCR, Luis Valença, explicou que a previsão se dava por conta da mudança na rotina das pessoas, antes acostumadas  à gratuidade.

Integração

Se para Jaílson Barreto a cobrança trouxe limitações, para a promotora de vendas Nilzete Fonseca, 42, não houve mudanças: "Pego o metrô em Brotas e, na Lapa, um ônibus para o Chame-Chame, pagando  uma passagem, como  antes. Mudou foi quando o metrô funcionou, porque agora chego mais rápido ao trabalho", diz.

Já a vendedora Daniela Lima ainda tem limitações. Para chegar ao trabalho, ela pega um ônibus em Sete de Abril e segue para a estação de Bom Juá do metrô, sem usar a integração. De lá, vai até a Lapa, onde pega um ônibus para a Barra, usando a integração: "Tenho que pagar o primeiro ônibus, pois a linha não está integrada".

A empresa em que Daniela trabalha só fornece o cartão vale-transporte para o ônibus. "Para usar a integração, tenho que tirar do meu bolso. Espero que o bilhete único chegue logo", diz.

Por enquanto, três terminais do metrô fazem a integração com ônibus: Bom Juá, Acesso Norte e Lapa. A discussão da ampliação está com a Comissão de Mobilidade, formada por integrantes do governo estadual, prefeitura, empresas de ônibus urbanos e metropolitanos, além da CCR.

O prazo  para debates é até abril, quando a estação Pirajá do metrô entra em operação comercial. O governador Rui Costa e o secretário de Mobilidade de Salvador, Fábio Mota, já afirmaram que a integração  será gradual.


quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Estação Detran do metrô deve ser entregue em junho, diz secretário

11/01/2016 – www.ibahia.com

O secretário de Desenvolvimento Urbano da Bahia, Carlos Martins, garantiu que a Estação do Detran do Metrô de Salvador deve ser entregue até junho deste ano.

“A linha 2 tem 25% das obras físicas concluídas. Provavelmente, até o final desse semestre nós estaremos inaugurando essa estação do Acesso Norte e a do Detran e, até o final do ano ou início do próximo ano, será inaugurada a linha Rodoviária-Detran-Imbuí”, conclui.

O comunicado foi feito durante a inauguração do Terminal de Acesso Norte do metrô de Salvador.


Metrô de Salvador avança em ritmo acelerado


14/01/2015 – Folha de S.Paulo

Em pouco mais de dois anos, linha 1 está concluída; linha 2, que seguirá até o aeroporto, será entregue no próximo ano e cidade terá 3º maior metrô do país

De uma obra que ficou anos parada e cujas estruturas a céu aberto pareciam um monumento ao descaso está surgindo em ritmo acelerado a terceira maior rede de metrô do Brasil (atrás apenas das de São Paulo e Rio de Janeiro) e que irá transformar de maneira profunda o caótico trânsito de Salvador.

O ritmo acelerado não é força de expressão. Da assinatura do contrato de concessão, em outubro de 2013, ao início das operações dos trens, durante a Copa do Mundo, em junho de 2014, foram apenas oito meses. Eram, então, quatro estações (Lapa, Campo da Pólvora, Brotas e Acesso Norte). Depois, foram entregues mais quatro (Retiro, Bom Juá, Bonocô e Pirajá, essa última no mês passado), finalizando o projeto inicial da linha 1, com 12 quilômetros.

Na linha 2, que começou do zero, a previsão é entregar o trecho entre o Acesso Norte e o Bairro da Paz neste ano. Uma das estações será no Aeroporto Internacional de Salvador – Deputado Luis Eduardo Magalhães em 2017. Serão ao todo 13 estações.

Há ainda a decisão de ampliar a linha 1 até Águas Claras, num trecho de 5,5km, cuja construção ainda precisa ser licitada. No final, serão 41 quilômetros de trilhos.

“Os efeitos no trânsito já são sentidos. Muitas pessoas estão migrando do carro e dos ônibus para o metrô, que é mais confortável e confiável. O passageiro sabe quando vai entrar no trem e quando vai chegar ao destino”, afirma Luis Valença, diretor-presidente da CCR Metrô Bahia. Atualmente, o metrô funciona de segunda a sexta-feira, das 5h30 às 22h, e aos sábados, das 5h30 às 14h30.Ohorário deverá ser ampliado em abril: das 5h30 à 0h, sete dias por semana.

O grupo CCR é, desde 2013, o responsável pela construção e operação do metrô de Salvador, projeto que foi iniciado em 1999 pela prefeitura do município e teve várias paralisações. Após muita negociação, ficou decidido que caberia ao governo do Estado dar continuidade ao projeto. O Executivo optou pelo modelo de PPP (Parceria Público Privada) e lançou nova licitação, vencida pela CCR.

“O modelo que adotamos para a concorrência contribui para a velocidade das obras. A empresa ganha com a operação do sistema. Comisso, é fundamental que entregue os serviços, e a CCR tem investido bastante para concluir tudo dentro do prazo”, afirma Eduardo Copello, presidente da CTB(Companhia de Transportes do Estado da Bahia).

Fundada em 1999, a CCR é uma das maiores companhias de infraestrutura da América Latina, com atuação na administração de rodovias, portos, aeroportos e sistemas de barcas no Brasil e no exterior. O grupo já contava com a experiência de administrar a Linha 4-Amarela, do metrô de São Paulo.

“Trouxemos para Salvador o modelo de sucesso já testado e aprovado pelos passageiros da linha 4. Tanto nas questões de engenharia quanto na operação, no controle da qualidade”, afirma Valença, um baiano que, antes de voltar para Salvador, era o presidente da ViaQuatro, responsável pela Linha 4-Amarela.

O investimento total será de R$4 bilhões, com participação de capital privado (CCR), do Governo Federal e Governo do Estado da Bahia. A concessão do serviço é de 30 anos. A empresa investiu capital próprio e buscou financiamentos no mercado e no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Quando tudo estiver concluído, serão 23 estações, com dez terminais integrados com ônibus, e capacidade de transportar 500 mil passageiros por dia.


terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Até abril, ônibus e metrô serão integrados em Salvador

12/01/2016 - Tribuna da Bahia

Anúncio da integração de todas as linhas foi feito pelo governo baiano durante inauguração de novo terminal na estação Acesso Norte 

Yuri Abreu  

Ônibus e metrô baianos terão integração até abril
Ônibus e metrô baianos terão integração até abril
créditos: Divulgação CCR Metrô Bahia

Para quem utiliza o metrô e desce na estação Acesso Norte agora também vai contar, no mesmo local, com o novo Terminal de Ônibus, inaugurado na manhã de ontem pelo governo do estado e pela CCR, concessionária que administra o metrô de Salvador. Ao todo, o espaço tem 5 mil m2 de área construída e capacidade para receber 70 mil usuários por dia.

Inicialmente, o terminal deve receber sete linhas de ônibus, sendo três urbanas – Vale dos Rios/Stiep-Lapa, N. S. do Resgate-Lapa e Pernambués-Lapa – e quatro metropolitanas, oriundas das cidades de Mata de São João, Nova Dias D’Ávila, Madre de Deus e Candeias, todas com ponto final na Estação da Lapa e passando pela BR-324 e pela Avenida Heitor Dias.

Contudo, estas linhas que vêm da região metropolitana ainda não possuem integração com o metrô, com os passageiros tendo que pagar duas tarifas. Pagam apenas uma taxa – no valor de R$ 3,30 – àqueles que usarem as linhas urbanas. “Nós estamos agora nesse processo de ampliação da integração ônibus-metrô. Estamos, neste momento, em uma fase inicial, mas até abril nós pretendemos integrar todas as linhas que passam nas proximidades do metrô, proporcionando maior agilidade à população”, comentou o secretário de desenvolvimento urbano do estado, Carlos Martins.

Presente a inauguração, o governador Rui Costa, também falou sobre o aumento das linhas de ônibus que devem ser integradas ao metrô. “Estamos conversando com a CCR e com o pessoal das empresas de ônibus. O ideal é fazer isso de forma paulatina, segura e que não gere nenhum transtorno à população. A cada semana, a cada quinzena, nós vamos incorporando uma linha até que tenhamos 100% das linhas metropolitanas integradas”.

Costa aproveitou a ocasião para vistoriar as obras da Linha 2 da estação Acesso Norte que, segundo a CCR, devem entrar em operação comercial no final deste semestre, juntamente com a estação Detran. Além disso, o governador visitou a nova passagem subterrânea para pedestres localizada entre a Avenida Barros Reis e a Rua Christiano Buys, no Cabula. Com 150 m, o local conta com rampas de acesso, piso tátil para deficientes e câmeras de monitoramento.

De acordo com o gestor estadual, a expectativa é de que até o final do mês seja inaugurado o terminal na estação Pirajá, tendo como foco a acessibilidade. 

Os usuários elogiaram a nova estrutura. “Está muito bom e organizado", comentou o aposentado, Raimundo Sapucaia. Para a comerciária Ivete Menezes, “ainda tem muita coisa para se fazer, mas já é uma grande vitória para Salvador”, disse.

Obras avançam
Assim, como na Linha 1, as linhas oriundas da região metropolitana vindas do litoral norte também devem ser integradas com o metrô na Linha 2. De acordo com Rui Costa, à medida que a obras avancem na região, o procedimento será realizado. “A nossa meta é que 100% dos ônibus que venham da região metropolitana, não ingressem mais na cidade do Salvador, ficando nas estações Mussurunga, com a Linha 2. E, na Linha 1, ficarão inicialmente em Pirajá para, posteriormente, na futura estação de Águas Claras/Cajazeiras, não engarrafando mais o centro da cidade”, reforçou.

Com relação às intervenções na Paralela, o presidente da CCR Bahia, Luiz Valença, explicou: "É uma obra bastante grande, do Acesso Norte até o Aeroporto e com 12 estações. Já temos avançado bastante e o nosso canteiro de obras já atinge próximo a região de Mussurunga, passando pelo Bairro da Paz. Além disso, temos fundações prontas em pelo menos cinco das futuras estações, sendo que no Imbuí e no CAB elas estão bem visíveis”.

Segundo Valença, a expectativa é de que a linha 2 do metrô de Salvador fique pronta, até o aeroporto, em meados de 2017 para operação. “Mas, em 2016, seguramente, o passageiro já vai ter parte da Linha 2 inaugurada, principalmente as Estações Acesso Norte, Detran e Imbuí, que estão em estágio mais avançado ainda no primeiro semestre ou, no mais tardar, até setembro”, assegurou.

Terminal de Integração Acesso Norte é inaugurado em Salvador

 11/01/2016 – Salvador Notícias

Mais um grande passo para transformar Salvador na capital brasileira com a melhor mobilidade urbana do país está concluído com a entrega, pelo governador Rui Costa, do Terminal de Integração Acesso Norte, próximo à Rótula do Abacaxi. O novo equipamento recebe ônibus de diversos bairros da capital e ainda de Mata de São João, Candeias, Dias DÁvila e Madre de Deus, na região metropolitana. Com a solenidade realizada nesta segunda-feira (11), os soteropolitanos já contam com dois terminais de integração. O primeiro a funcionar foi o da Estação Retiro.

Segundo Rui, o próximo terminal de integração a ser entregue é o de Pirajá, até o final do mês. “A população vai chegar ao seu destino de forma mais segura, protegida do sol e da chuva, com informação precisa nas estações de que horas vai chegar o ônibus ou o metrĔ. O governador ainda informou que a integração com a região metropolitana também já está em andamento.

“Cem por cento dos ônibus que vêm dessas cidades ficarão nas estações de entrada. Atualmente ficam no Bom Juá, em breve ficarão em Pirajá, e quando as estações de Águas Claras e Cajazeiras estiverem prontas, todos os ônibus que venham pela BR ficarão nesses terminais. Futuramente, na Linha 2, os que vierem de Lauro de Freitas e Simões Filho ficarão na Estação de Mussurunga. Com isso nós vamos melhorar muito o trânsito na capital e a rapidez com que as pessoas que vêm dessas cidades chegam ao seu destino”, afirmou.

Estrutura

Localizado próximo à Rótula do Abacaxi, com cerca de cinco mil metros quadrados de área construída e capacidade para receber 70 mil usuários, por dia, o novo terminal recebe inicialmente sete linhas de ônibus metropolitanas e urbanas. O terminal de ônibus funciona de segunda a sexta-feira, das 5h30 às 22h, e aos sábados, das 5h30 às 14h30. Gradualmente, o horário será ampliado conforme o funcionamento do metrô.

A dona de casa Zenóbia Barbosa, 62 anos, utiliza tanto o ônibus como o metrô. “Vou sempre para Lapa, para o shopping e [a integração] facilitou muito. É um dinheiro só para a gente se deslocar para vários lugares. E aqui tem mais segurança também, a gente fica dentro da estação, não enfrenta a rua”.

O terminal está diretamente ligado à Estação Acesso Norte Linha 1 e à futura Estação Acesso Norte Linha 2 do metrô, através de uma passarela de interligação que será acessada por rampa, escada fixa e escada rolante. Para garantir a segurança dos usuários, o terminal conta com 30 colaboradores diretos e terceirizados e 24 câmeras de monitoramento, que são interligadas ao Centro de Controle Operacional da CCR Metrô Bahia.

De acordo com o presidente da CCR Metrô Bahia, Luiz Valença, o sistema já transportou cerca de 95 mil passageiros pagantes desde que começou a operar comercialmente, no último dia 2. “Investir na Bahia foi um bom negócio, um grande investimento, estamos aplicando aqui cerca de R$ 4 bilhões para resolver o problema de trânsito em Salvador. As ruas não cabem mais, estamos tirando os ônibus que vão servir apenas como sistema alimentador”.